Londres

Londres é o centro de comércio e o maior porto da Inglaterra. O centro da cidade foi reconstruído de forma magnífica depois do grande incêndio de 1666. A linha do horizonte é marcada pelas Igrejas de sir Christopher Wren e pela cúpula semiacabada da Catedral de Saint Paul.

Saint_Paul.jpg

O comércio pulsa nas ruas, carroças dos comerciantes e carrinhos de mão dos vendedores de rua trepidam sobre os paralelepípedos das novas e largas ruas. O Tâmisa é ainda mais movimentado. Centenas de navios esperam sua vez de carregar e descarregar mercadorias. Atracados ao longo do cais do rio, formam uma floresta flutuante de mastros. Navios de dois e três mastros descarregam tabaco da Virgínia, açúcar da Jamaica e Barbados, bacalhau salgado da Nova Inglaterra e Terra Nova.

Wapping, o bairro ribeirinho entre os estaleiros navais e a Torre de Londres é o coração desse fluxo naval. Espremido entre os pântanos e o rio e as casa dos marujos e pobres e também bares, comerciantes, fabricantes de velas de navio, bordéis e pensões baratas.

docas_de_londres.gif

A vida aqui é suja e perigosa. Penicos são esvaziados pela janela, estrume de cavalos se empilham nas ruas não calçadas. O fedor é insuportável e as doenças galopantes. As ruas fervilhavam de mendigos e órfãos.

Londres

Profano: Piratas e Cthulhu HouseWayne HouseWayne