Profano: Piratas e Cthulhu

Fuga da Ilha de La Matanza

Em que os botes são atacados

deep-ones.jpg

Ao chegarem a praia, carregaram os botes com parte do tesouro e dos marujos que estavam guardando a praia. Enquanto se aproximavam da praia para fazer uma segunda viagem, foram surpreendidos pelo surgimento, das águas de várias criaturas. Á luz da lua, as criaturas pareciam com uma estranha mistura de homens e peixes, com uma pele escamosa e de uma coloração esverdeada.

Zeb se desesperou e tentou levar o bote de volta para o navio. Ele percebia que havia algo influenciando a água, como se lançando os espíritos da água contra eles. Uma onda maior atingiu os dois botes. Zeb conseguiu controlar o bote onde estava, mas o outro bote quase virou.

Zeb começou a remar desesperadamente, de volta ao Black Swan. Savanah foi derrubado do barco e sumiu na água. Zeb conseguiu apontar a direção de onde uma estranha feiticeira parecia nadar e lançar os feitiços contra eles. Raven apontou e atirou contra a feiticeira e acertou-a na cabeça. Ela afundou e as águas pareceram se acalmar um pouco.

Enquanto isso, o outro bote chegara a praia e praguejando contra Zeb, que recuava no outro bote, Fernando de Sevilha ordenou que parte do tesouro e os três piratas restantes entrassem no bote.

Raven conseguiu convencer Zeb a voltar até a praia para ajudar os outros e pegar o que restava do tesouro. Quando chegaram na praia, mais criaturas surgiram das águas.

Eles começaram a remar de volta, mas ao tentar acertar uma das criaturas com sua cimitarra, Pablo se desequilibrou e caiu no mar. Os outros marujos também caíram. Por sorte a água ali ainda era rasa, mas Pablo quase se afogou por causa da pesada armadura que vestia. Jean Pierre consegiu puxá-lo e levá-lo de volta ao bote. Outro dos marujos do Black Swan, o maroon Cudjoe, foi puxado por uma das criaturas, enquanto eles tentavam remar de volta ao Black Swan.

No outro bote, Zeb foi ferido por uma das criaturas e desmaiou. Raven tentou assumir o remo, mas se atrapalhou e deixou que os remos escapassem. O barco agora estava sem remos. O outro bote já chegara até o Black Swan. Por sorte, Jean Pierre conseguiu pegar uma das armas e disparar contra a criatura que tentava subir no bote de Raven, derrubando-a. O inglês pegou uma corda e pulou no mar, nadando até o navio e sendo puxado pelos marujos.

Ao longe, o outro navio já podia ser visto. Raven gritou para que soltassem as âncoras e partissem. Olhando pela luneta, Pablo identificou o outro navio. Era o navio negreiro holandês, o Der Zwartpit – O Poço Negro.

Comments

HouseWayne HouseWayne

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.