Profano: Piratas e Cthulhu

Calmaria

A bordo do Black Swan

O combate naval havia deixado o Black Swan com severos danos no leme. O navio tinha dificuldade de navegar e não poderia voltar até Port Royal ou mesmo Barbados sem consertar o leme. O Sr. Logan avisou que precisavam parar em alguma praia onde pudessem carenar o navio e reparar o leme.

Uma análise do mapa mostrou que não poderiam ir para o continente, sob o domínio espanhol, nem para Granada, colônia francesa, com quem os ingleses estavam em guerra. Trinidad e Tobago estavam ambas sob domínio espanhol e além disso ficavam contra o vento.

Haviam algumas ilhas entre São Vicente e Granada que não eram controladas pelos europeus. Decidiram se dirigir para a ilha mais próxima, a ilha de Carriacou, onde o contramestre lembrava haver uma boa baía protegida onde poderiam consertar o barco.

sloop_sailing.jpg

Durante o combate naval, Uri havia atendido o capitão Adams, que delirava e suava, falando palavras sem sentido. Ele sangrou o capitão e este pareceu se acalmar. Depois, Zeb percebeu que havia uma mal espírito ali. E colocou seu amuleto sobre o convalescente inglês.

A noite chegou, e com bons ventos, apesar do leme danificado, haviam conseguido se afastar da Ilha de La Matanza. Raven subiu para o mastro do navio e ficou admirando a imensidão do mar. Por um instante, ao olhar para os céus teve a impressão de que as estrelas estavam em uma posição errada. Mas logo, as nuvens cobriram o céu e quando este reapareceu, percebeu que fora apenas uma impressão.

De madrugada, Pablo acordou com um barulho vindo dos aposentos do capitão Robert Adams. Ele chamou o ex-escravo Zeb e juntos entraram no castelo de popa. Pablo abriu as portas do aposento apenas para ser surpreendido pelo capitão pulando sobre ele com uma faca. A faca atingiu o mouro, que caiu ao chão, gravemente ferido. Zeb ficou sem reação ao ver os olhos do capitão brilharem com o brilho de um mau loa.

Uri, que dormia no outro aposento, abriu a porta e viu o capitão sobre o corpo de Pablo. Seu olhar e a palidez da pele mostravam que fosse o que havia ali, restava apenas a loucura ou um demônio. Zeb se recuperando do susto, tentou empurrar o capitão Adams para longe do mouro, mas não conseguiu.

Nesse momento, Raven, que havia descido do mastro e corrido para o castelo de popa, gritou e atraiu a atenção do zumbi, que o perseguiu até o tombadilho. Ele conseguiu enrolar o pescoço do capitão com uma corda e iça-lo. O suficiente para que Uri o atingisse com suas facas e para que seja lá o que fosse que animava o corpo do capitão fosse finalmente detido.

Zeb achou uma imagem da divindade misteriosa dos ilhéus no aposento do capitão. Aparentemente, ele a havia encontrado quando descera na ilha. Todos ficaram impressionados com o que parecia ser mais uma das maldições da ilha de La Matanza, que os perseguira até ali. O corpo do capitão Adams foi atirado ao mar.

Comments

HouseWayne HouseWayne

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.